O amor, a dor, a comida e a locura (não necessariamente nessa ordem)

às 20:29

*outro post longo (desculpa não consigo ser breve)
Quero agradecer a todas que comentaram no blog! Meninas vcs sabem que é essa união que faz a gente ter força! 
Mamãe Tange – coisa mais booooaaaaa estar em contato contigo de novo! É um alívio sem tamanho ser recebida de volta tão bem. 
Os dias que se sucederam a minha primeira postagem aqui no blog foram bem depressivos, alguns pensamentos bem pesados rondaram minha cabeça – apenas dor, aquela falta de força pra sair de casa ou ver qualquer pessoa. Só fui pra rua pra ir na psicóloga e no psiquiatra. 
Estou com 24 anos e tomando 6 tipos de medicamento – imaginem quando eu ficar mais velha Serei um zoombie, o problema dos remédios é que uns são pra dormir e a noite eu fico desligada, aérea... 
O que contar? Tudo e nada, não trabalho e não estudo, então nada relacionado a isso vai aparecer aqui, minha doença bipolar não me permite ter estas atividades atualmente, não consigo ser uma pessoa funcional.  
Oh well... É final de semana e ainda assim aquele impulso normal que sempre tenho de efusividade pra sair, encontrar os amigos e cair na balada ainda não tomou conta de mim (e nem vai tomar pelo jeito) – Parece milagre, pois o final de semana é meu escapismo, sempre festa e trago. Mas melhor assim por um lado, meu tratamento e medicamento são “novos”. Mudei agora de psicóloga e de psiquiatra... Preciso me controlar. 
Ando me sentindo muito triste principalmente pela guerra que tenho com minha mãe em casa, apesar de também estarmos em terapia de família, ela segue me dizendo coisas horríveis e isso faz com que eu queira sumir. 
Ontem, sexta-feira, eu resolvi sair de noite, fui até a faculdade esperar o meu peguete mais frequente (vamos chama-lo de bophão) sair da aula.

 -O Bophão: 
Pessoa de 27 anos, tem 2 empregos, responsável, estável e prestes a se formar em ciências contábeis – ele é colega de facul de uma amiga minha de infância, extremamente carinhoso, com algumas manias de velho, não baladeiro (mas agora sai – atrás de mim – na noite), todos dizem que ele esta apaixonado. 
Me liga, manda sms, fala no fb todos os dias... Depois das baladas sempre me convida pra dormir na casa dele (de fato DORMIR pq tenho mania de ficar bêbada em festas e ele me cuida), estamos ficando desde fevereiro. 

Na última semana a gente ficou um pouco afastados, ele vivia brincando comigo pq eu digo que tenho alergia a relacionamentos sérios e tal – ele mandava sms dizendo “EU GOSTO DE TI” e depois dizia que era pra me causa alergia... Mas a real é que eu fico com medo dessas coisas, medo de me machucar e de machucar... 
Sei lá, tenho muitos problemas e sou mto instável pra meter alguém nos meus turbilhões e fora que tenho um monte de peguetes por aí, sou mto da noite. Encontrei ele disposta a colocar a par de tudo o que esta acontecendo, pq ele sabia tudo meio superficialmente, dos problemas e tal – tipo eu queria dar a chance dele ver q eu sou maluca e correr pras colinas pra nunca mais voltar. 
Nós tivemos meio que uma DR onde ele disse algumas coisas do tipo, eu parar de dar em cima e pessoas na cara dele, ou cuidar com bebida, que ele não vai ficar me dizendo pra não beber mas que ele não vai mais por exemplo pagar bebida – não por questões financeiras mas pq isso não tava me fazendo bem... Que se eu quiser beber beleza, mas que ele não vai me incentivar. 
Bem, na sequencia contei tudo, do meu tratamento, a que ponto eu to mal, que eu to severamente doente, que tranquei a faculdade, do pq bebo quando saio – que isso não é alcoolismo, pq fico tão louca, da misturança do álcool com remédios, da minha mãe... Que estamos considerando uma internação, etc, etc. 
Sabe o que ele fez? Bjou minha mão, me abraçou e ficou. Afagos, abraços e sem julgamentos. Tô confusa, assustada... Tenho problemas com isso, em me relacionar com pessoas.
Fomos dar uma volta pela cidade baixa encontramos algumas pessoas e depois eu tinha uma game night combinada na casa do meu melhor amigo gay. O Bophão ficou chateado pq ele queria que eu fosse dormir na casa dele, só que eu não podia pq tinha combinado com minha mãe que eu estaria em casa antes dela sair pra trabalhar no sábado e também já tinha combinado com estes meus amigos. E também tentei explicar que minha mãe não conhece ele e fica desconfortável sem saber direito com quem eu to e como eu e ela estamos brigando mto isso só agrava a situação. Ele ficou falando em conhecer ela (e isso não é de hoje). Confusa! Gosto dele. Gosto muito, mas to em um momento muito ruim. 
Estava ouvindo Clarice Falcão e veio essa musica perfeita pro que to sentindo:


  

E a dieta? Não! Não há dieta aqui em “wonderland” apenas um grande buraco de angustia e preparação psicológica pra iniciar os LFs. Amanhã vou ir na casa do meu pai e vai ter churrasco e comilanças, vai ser bem impossível controlar algo, então vou começar exercícios e dieta forte no dia mundial do recomeço... Segunda-feira. 

Bjokonas pra todas! :**

6

6 Comentários:

Marcy! disse...

Concordo com o que tu diz ali ao lado: Tu vai reverter a tua situação. Força, conte comigo.

Eu estava bebendo pelas ruas da Cidade Baixa na sexta de noite, mas faço isso sei lá, a cada 2 meses...
hahaha

Abraços, e seja forte.

Ludvika disse...

Antes de mais nada eu digo: sou chata. Sabendo disso, vamos às considerações:
Eu acho que "Bophão" é uma oportunidade. Uma pessoa de bom caráter, disposta a ajudar e que TE VALORIZA. Tentar sair dessa ao lado dele só vai te dar mais uma motivo para tentar não falhar.
Olha, eu sei como algumas situações são difíceis, já tive inúmeras crises nervosas dentro da aula, trabalhando, no meio da rua... Mas como eu disse, são crises, não podemos deixar que isso seja a maior parte de nossas vidas.
Segunda não teremos mais desculpas haha
Fique bem moça :*

Garotinhanoescuro.com disse...

Caramba que historia em o.O
Mais tenha muita força, determinação e garra que vai passar por tudo isso!!!
Espero que se controle no churrasco ;x
Tenha uma otima semana
EI vamos começar alguma dieta juntas?

Cecilia Ana disse...

Bom dia!
É claro que o rapaz gosta mesmo de ti, mas sempre vem aquele sentimento de que vamos machucá-lo. Mas veja bem, se ele está com você desde fevereiro e, mesmo como peguete, ele te cuida e te compreende (outro poderia ficar com vc no sexo e depois meter o pé na porta), por que não tentar?
Volte sempre :3

Strange disse...

Estou seguindo flor :)

menina disse...

Me identifiquei com esse seu lado festeiro. Sair nos fins de semana e curtir como se não houvesse amanhã é uma forma que tenho também de fugir de todos os problemas. As vezes essa vontade não aparece e é quando eu geralmente corro pro blog.

Ja chego dando pitaco, mas sou assim, acostume-se logo ou mande-me calar a boca. Seu bophão pareceu te aceitar com todas as suas bagagens pesadas de problemas. Ele cuida de você quando você está bêbada, não te julgou por tudo o que conversaram e parece querer estar perto realmente... Acho que se você puder abrir mão dos peguetes de uma night só, talvez você encontre aí alguém realmente muito bom com quem pode rolar algo muito especial... Não sei, foi o que eu senti pelas suas palavras. Mas pense um pouco a respeito...

Game night (+1) na casa de amigos gays(+1) O nome do seu blog fala na Poulain(+1)Quase todas as palavras do seu perfil descrevem o que eu sou e vou até acrecentar umas ao meu perfil haha (+1) ADOREI o layout do seu blog. o meu seria exatamente assim se eu soubesse mexer um pouco nessas coisas (+1)... Cara... me identifiquei instantaneamente com você! Seguirei também e viverei dando pitaco aqui, claro, se você não me mandar calar a boca agora.rs

Obrigada pela visita no meu canto.. Que bom que eu cativei você e você vai voltar por lá. Gosto disso. haha

um beijo e se cuida.